Quando a diversão não passa de um Fiasco

em agosto 23 | em Uncategorized | por | com No Comments

Por Raphael Fernandes

Quem gosta de RPG já deve ter passado pela situação de ninguém estar a fim de mestrar naquele dia. Para esses dias, o ideal é jogar com um sistema de narração colaborativa, como o “Fiasco” (RetroPunk) de Jason Morningstar. Sem falar que o cenário são as divertidas e fatalistas comédias de erros.

Morningstar parece ter descoberto o segredo de como os Irmãos Cohen (“Fargo”, “Onde os Fracos não tem Vez”, “Queime Depois de Ler”) criam os roteiros de seus filmes. Em uma campanha de “Fiasco” todos os elementos desse subgênero são explorados: violência, ganância, pessoas tentando tirar vantagens umas das outras e um refinado humor negro.

Jogar é moleza, basta reunir de 3 a 5 amigos, ter pelo menos 4 dados (comuns de 6 lados) para cada jogador e reservar umas duas horas do seu dia. Os personagens e a trama são construídos minutos antes do início do jogo, mas devem ter como objetivo criar uma história criativa, divertida e cheia de reviravoltas frenéticas.

Todo o sistema de jogo é feito pra que você tudo dê errado e seu personagem se envolva numa baita de uma encrenca. Para você ter uma ideia, todo turno o jogador decide se quer criar uma cena ou resolver o final dela (escolher se foi positiva ou negativa para seu personagem). É uma versão narrativa do “se correr o bicho pega e se ficar o bicho come”. Mas nada disso importa em um jogo cuja graça está em criar situações inusitadas e absurdas com pessoas comuns que se envolvem numa furada.

A arte de capa foi inspirada no clássico pôster do filme “Anatomia de um Crime” (1959) de Otto Preminger e estrelado por James Stewart. Dá vontade de ter o livro só por causa desse cuidado visual.

Ao final do livro, encontramos uma porção de referências cinematográficas para que você inspire suas campanhas. Dá vontade de ver qualquer um dos filmes da lista antes de uma sessão só pra servir de “preliminares” antes do jogo.

A RetroPunk é uma editora independente que tem se esforçado em trazer jogos de RPG com propostas diferenciadas e que valorizem o prazer de contar histórias. Até agora já lançaram “Rastro de Cthulhu”, “3:16 Carnificina Entre as Estrelas”, “Terra Devastada” e outros projetos interessantes.

“Fiasco” é o jogo ideal para quem gosta de criação, roteiros intrincados, cinema violento e se divertir com a desgraça alheia sem acumular carma.

Pin It

Posts Relacionados

« »

Contraudição

Scroll to top