Game of Thrones é o Senhor dos Anéis com testosterona

em abril 27 | em Uncategorized | por | com No Comments

Por Raphael Fernandes

Quando a Gabi Bianco chegou na segunda-feira e disse que tinha visto uma série que em menos de 10 minutos tinha a primeira decapitação, não resisti. Fui pesquisar e descobri que era a adaptação de uma série de livros de fantasia medieval bem interessante. Corri e comprei o primeiro volume na hora, mas a empolgação foi tanta que acabei vendo “Game of Thrones” antes mesmo de começar a ler. 

Baseada na quadrilogia de George R. R. Martin, “Game of Thrones” é de longe uma das mais empolgantes e bem produzidas séries da HBO. Imagine um seriado de fantasia medieval que tem a mesma qualidade gráfica do cinema de fantasia atual, mas com a violência e o sexo do seriado “Roma” (essa também merece um post).

Sem falar no elenco muito bem escolhido e que é estrelado por Sean Bean (o eterno Boromir de “O Senhor dos Anéis”) no papel do todo imponente Eddard Stark. Fico impressionado como o Sean nasceu para interpretar cavaleiros nobres atormentados por um rígido código moral. Reza a lenda que a mulherada paga a maior madeira pro cara.

Falando nisso, o lado feminino do casting é de deixar qualquer Lancelot perturbado. Só a quase albina Daenerys Targaryen, interpretada por Emilia Clarke, vai fazer a maioria dos marmanjos babar um bocado. Mas vamos parar com esse assunto que já estou parecendo um nerd onanista.

O primeiro episódio é tão cativante que praticamente é impossível parar de assistir até o final. Pra você ter uma ideia do quanto é legal, minha mulher, que não costuma ter paciência pra esse tipo de história, ficou tão empolgada que decidiu ler o livro só pra matar a curiosidade. É que o episódio termina num suspense de derrubar qualquer um da cadeira!

Todo o trabalho de pesquisa, confecção de roupas, construção de cenários, interpretação de diferentes povos e contextualização é de cair o queixo. O preciosismo é tanto que você começa a identificar níveis hierárquicos dos soldados por detalhes em suas armaduras (que são impecáveis). Certeza de que algum grupo de ferreiros e armeiros de primeira linha foi contratado para produzir os equipamentos de combate.

A saga também tem personagens inusitados, como o anão putanheiro conhecido como Duende, que é irmão mais novo da Rainha Cersei. Outro que chama atenção é Khal Drogo, o líder do povo selvagem de Dothraki - eles têm a tradição de cortar o próprio cabelo ao serem derrotados. Drogo nunca aparou a juba e parece uma mistura de Wolverine com Olodum!

Por enquanto, George R. R. Martin lançou quatro livros da saga As Crônicas de Gelo e Fogo e prometeu mais três. (Será que veremos tudo isso adaptado pra TV?) Os dois primeiros “A Guerra dos Tronos” e “A Fúria dos Reis” foram lançados no Brasil pela Editora Leya. A primeira temporada terá 10 episódios e se depender do número de livros a série será praticamente infinita.

Pra quem ficou tão na pilha quanto eu, fica uma dica… No dia 8 de maio, a série “Game of Thrones” vai estrear na HBO brasileira. Os caras até fizeram uma das campanhas de divulgação em mídias sociais mais cabulosas de todos os tempos!

Até lá, espero terminar de ler o primeiro volume para entender melhor esse fascinante universo. Ou seja, em breve, escreverei uma resenha do livro.

Então, fiquem ligados!

Pin It

Posts Relacionados

« »

Scroll to top